Benfica arrisca 'elevado prejuízo financeiro e desportivo' - Desporto - DN

Benfica arrisca um “elevado prejuízo financeiro e desportivo”, na sequência da utilização de petardos por parte de alguns adeptos em Leverkusen.
O Benfica pediu aos seus adeptos, em comunicado publicado na página oficial do clube, que não usem artefactos pirotécnicos, lamentando o rebentamento de petardos no jogo da Liga dos Campeões com o Bayer Leverkusen.
“Apesar das circunstâncias e do resultado, o Benfica agradece a todos os sócios, adeptos e simpatizantes que, de diversas partes da Europa, se deslocaram a Leverkusen para apoiar a equipa, lamentando, apenas, que uma pequena minoria tenha praticado atos - nomeadamente o uso de artefactos pirotécnicos - que podem causar elevado prejuízo financeiro e desportivo ao clube”, pode ler-se numa nota no sítio oficial dos “encarnados”.
O Benfica garante saber quais as diretivas da UEFA “em relação à utilização deste tipo de materiais” e quais serão “as possíveis consequências do desrespeito destas normativas”.
“Pelo que apelamos, uma vez mais, no futuro, à não-utilização de nenhum artefacto pirotécnico no apoio à equipa”, conclui o comunicado.
As “águias” perderam na quarta-feira por 3-1 como Bayer Leverkusen, em Leverkusen, na segunda jornada do Grupo C, no qual ocupam a última posição.

“Foram-me ao bolso” e a culpa foi de Passos e Cavaco - Renascença

O presidente do FC Porto, Pinto da Costa, disse que o clube, enquanto instituição, não sentiu muito a falência do BES mas reconhece que, pessoalmente, acabou por se sentir lesado.
Em entrevista ao Porto Canal, Jorge Nuno Pinto da Costa culpou o primeiro-ministro e o Presidente da República.
“Fui prejudicado com a falência do BES em números significativos. Nunca tive acções do BES em 50 anos que joguei na bolsa. Mas quando vi as acções a descer e ouvi Passos Coelho a dizer que o banco era seguro e tinha almofada para pagar o dobro das dívidas, quando ouvi Cavaco Silva a dizer o mesmo, eu, que confiava nas suas palavras, fui comprar acções do BES. Senti-me vigarizado, foram-me ao bolso. Agora, não faço ideia se ambos vão indemnizar os que enganaram. Mas pelo BES não fui enganado”, disse.
Noutro âmbito, o presidente do FC Porto considerou “justíssimo” o empate (1-1) em Alvalade, jogo da jornada seis da I Liga.
“Tenho de aceitar. Foi o que foi. Cada um marcou um golo, ambos resultantes de erros. Até nisso ficaram as duas equipas ficaram empatadas. O Sporting teve uma bola na barra, o FC Porto teve duas jogadas, do Herrera e do Jackson, e uma grande penalidade não assinalada. Mas isso fica para a história”.
Nesta entrevista, Pinto da Costa aproveitou para elogiar a escolha de Fernando Santos para seleccionador nacional. “Fiquei muito contente com a escolha de Fernando Santos. Somos grandes amigos e tenho uma grande admiração pessoal por ele. Ser seleccionador era um sonho que ele tinha e que consegue alcançar. Neste momento, é a solução certa. É um homem sério, com princípios de vida, integro, conhecedor do futebol e inteligente”.
O antigo técnico nacional não foi esquecido. O líder dos dragões diz que ficou surpreendido com “a renovação de Paulo Bento antes do Mundial”. “E surpreendeu-me a presença dele no banco no jogo com a Albânia. A era Paulo Bento devia ter terminado após o Mundial”.

Nani envolvido em acidente de automóvel em Lisboa - Desporto - DN

O futebolista do Sporting saiu ileso de um choque com uma viatura e uma placa de sinalização. “Susto” não coloca utilização no “clássico” com o FC Porto em risco.
Nani esteve envolvido, nesta quarta-feira, num acidente de viação, do qual saiu ileso e sem quaisquer ferimentos.
O extremo do Sporting chocou com outra viatura e com uma placa de sinalização junto ao Casino de Lisboa, perto do Parque das Nações, pouco antes das 13.00.
A viatura do futebolista ficou danificada, mas Nani saiu dela pelo próprio pé e assinou, juntamente com o outro condutor envolvido no choque (também sem ferimentos), uma declaração amigável, sem envolver as autoridades.
Apesar do “susto”, Nani poderá jogar na sexta-feira, no “clássico” entre Sporting e FC Porto (20.30), que abre a 6.ª jornada da I Liga.

ABOLA.PT - Paulo Bento de saída

Fim de linha. Paulo Bento deixa selecção nacional - Renascença

A Federação Portuguesa de Futebol (FPF) anunciou, através da sua página oficial na Internet, que terminou o vínculo contratual com o seleccionador Paulo Bento.

O organismo explica que a decisão foi “tomada conjuntamente” com o seleccionador, ao qual agradece pelo apuramento para o Euro-2012 e para o Mundial-2014.

A FPF termina o comunicado afirmando que está “a trabalhar” para encontrar o sucessor de Paulo Bento.

Comunicado na íntegra:

"A Federação Portuguesa de Futebol comunica que hoje, 11 de Setembro, termina o vínculo contratual de Paulo Bento com a FPF e ao serviço das Selecções.

Esta foi uma decisão tomada conjuntamente entre a Direcção da FPF e Paulo Bento.

Agradecemos tudo o que Paulo Bento fez pela nossa Selecção, nomeadamente pelo apuramento de Portugal para o EURO 2012 e para o Mundial 2014.

A FPF já esta a trabalhar numa solução estruturada para dirigir as nossas Selecções e que será conhecida em breve.

Mais uma vez obrigado ao treinador Paulo Bento.”

Saiba por que Pepe sorriu depois do golo da Albânia - Desporto - DN

Avançado albanês contou a conversa que teve com o central português depois do golo à seleção nacional.
Causou estranheza a conversa e o consequente sorriso de Pepe depois de o albanês Bekim Balaj ter marcado o golo que valeu a vitória da Albânia sobre Portugal em Aveiro, no jogo de arranque da qualificação rumo ao Euro 2016.
Pois bem, o jogador albanês tornou pública a conversa que manteve com o central português e o porquê de Pepe ter sorrido.
“Logo que o jogo teve início o Pepe disse-me: ‘É melhor mudares de lado, vou anular-te neste jogo’. Eu respondi-lhe: ‘Não vou mudar de posição, o jogo começou agora e tenho muito tempo. Terás de esperar.”“, começou por contar Balaj ao jornal Albaniansport.net
Depois do golo, o avançado albanês dirigiu-se a Pepe e disse: “Avisei-te que tinhas de ser paciente. Nessa altura o Pepe não teve outra alternativa que não sorrir”.

Bento descarta demissão: 'Lenços brancos são naturais' - Desporto - DN

Selecionador nacional defende que “colocar já tudo em causa não é o melhor caminho” e diz que a derrota contra a Albânia foi “injusta”.
Paulo Bento, pela primeira vez enquanto técnico da seleção nacional, testemunhou um coro de assobios acompanhado por centenas de lenços brancos, na sequência da derrota por 1-0, em Aveiro, frente à Albânia. O selecionador nacional, no entanto, não pondera deixar o cargo.
“[Os lenços brancos] São situações normais do futebol, que nada vai mudar quando os resultados não correm de feição. Penso é que devemos respeitar as opções e decisões das pessoas e tentar continuar o nosso caminho. Sabemos que o jogo não correu de feição, apesar de achar o resultado injusto”, defendeu, em declarações à RTP Informação.
O técnico nacional considera que “colocar tudo em causa não é o melhor caminho” e continua a apontar ao primeiro lugar do Grupo I de apuramento para o Euro 2016. “Tentaremos”, vincou.
“Foi um jogo que não correu bem em termos de resultado, como é evidente, mas na primeira parte tivemos oportunidades para marcar. Tivemos o jogo durante 45 minutos completamente controlado. Nos últimos 20 minutos não estivemos tão bem (…) Na segunda parte entrámos e levámos um golo na única oportunidade da Albânia, quando estávamos em inferioridade numérica”, avaliou, lamentando “a questão da eficácia”.

Imprensa mundial: surpresa e vergonha de Portugal - Desporto - DN

Surpresa e vergonha são algumas das palavras utilizadas pela imprensa desportiva estrangeira para classificar a derrota, por 1-0, de Portugal frente à Albânia no primeiro jogo de apuramento para o Europeu de futebol de 2016.
O jornal espanhol AS fala em “Vergonhosa derrota de Portugal frente à Albânia”, considerando que, no primeiro jogo do Grupo I, a equipa orientada por Paulo Bento protagonizou “uma das suas piores exibições”.
O também espanhol El País refere que Portugal protagonizou “Outro fiasco” e entende que “a impotência demonstrada pela seleção de Paulo Bento no Mundial do Brasil voltou a repetir-se no primeiro jogo de qualificação para o Euro2016”.
Com o título “Portugal começa muito mal” o diário desportivo francês L’Equipe fala em surpresa total em Aveiro “onde Portugal perdeu pela primeira vez com a Albânia” e considera que “a caminhada lusitana para o Euro começou muito mal”.
Na Dinamarca, o Sporten entende que “Houve uma grande surpresa” no Grupo I “quando os favoritos portugueses perderam 0-1 em casa com a Albânia”.
Os dinamarqueses são os próximos adversários de Portugal no Grupo I, depois de domingo terem vencido a Arménia por 2-1, num encontro em que estiveram a perder por 1-0.
Na Albânia, o sítio de informação desportiva Sport.albeu dá, naturalmente, grande destaque à prestação da seleção orientada pelo italiano Giovanni de Biasi, dedicando uma foto galeria ao encontro de domingo.
Logo após o jogo, o Sport.albeu falou com Bekim Balay, que num curto vídeo dedica o golo apontado aos 52 minutos “à família e a todos os albaneses”.
O sítio desportivo, que lembra a ausência do lesionado Cristiano Ronaldo, publica também declarações do presidente da federação albanesa, Armando Duka, que se mostra “muito animado com a vitória histórica”.
Armando Duka considera que “Portugal jogou melhor, mas não conseguiu a vitória” e acrescenta “agora temos os pés no chão e vamos pensar num jogo de cada vez, mas temos o direito de estarmos felizes”.
Em Itália, a Gazzetta dello Sport fala de um magnífico golo de Balaj na vitória albanesa e de um “Clamoroso ‘flop’ de Portugal” que, apesar de não ter Cristiano Ronaldo, alinhou “com a maioria dos titulares que jogaram o Mundial do Brasil”.
No Brasil, a Gazeta Esportiva escreve que a “a ausência do melhor do mundo se refletiu no placar”, enquanto o Lancenet considera que a seleção “dececionou logo no primeiro jogo” e lembra os lenços brancos mostrados a Paulo Bento.
Na Argentina, o jornal Ole indica que “sem Cristiano Ronaldo, Portugal caiu de forma surpreendente frente à Albânia, que consegui o seu quinto triunfo como visitante em toda a sua história”.
Portugal, que ocupa a última posição do grupo, visita a 14 de outubro a Dinamarca, no mesmo dia em que a Sérvia — que ainda não se estreou — recebe a Albânia.

Paulo Bento já não é selecionador nacional - Desporto - DN

Terminou o reinado de Paulo Bento à frente da seleção nacional A, um reinado que se iniciou a 8 de Outubro de 2010. FPF garante que chegou a acordo com o treinador
Paulo Bento já não é selecionador. O presidente da Federação, Fernando Gomes, e o selecionador chegaram a um entendimento para a saída do treinador nacional.
A má campanha no Mundial do Brasil e a derrota com a Albânia (1-0), em casa, no arranque para o EURO 2016 ditaram a saída premeditada, apesar da renovação até 2016.
Bento sai ao fim de quase quatro anos no comando da seleção. O sucessor ainda não é conhecido, mas, tal como o DN já avançou na edição papel, Vítor Pereira e Fernando Santos são hipóteses em cima da mesa.
Eis o comunicado da FPF na íntegra:
A Federação Portuguesa de Futebol comunica que hoje, 11 de setembro, termina o vínculo contratual de Paulo Bento com a FPF e ao serviço das Seleções.
Esta foi uma decisão tomada conjuntamente entre a Direção da FPF e Paulo Bento.
Agradecemos tudo o que Paulo Bento fez pela nossa Seleção, nomeadamente pelo apuramento de Portugal para o EURO 2012 e para o Mundial 2014.
A FPF já esta a trabalhar numa solução estruturada para dirigir as nossas Seleções e que será conhecida em breve.
Mais uma vez obrigado ao treinador Paulo Bento.

Load more posts


Flag Counter